Um rio nasce do nada, tal como as estrelas são douradas e o fogo é incandescente. A água corre, enrola-se e serpenteia. Da nascente até à foz. A vida inteira.

Para pensar

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

No Vale do Leva (II)



Hipnotismo de luz pelas arestas das manhãs
passadas nos rios que nos banham,
hipopótamos gigantes reconfortados com a lama do paraíso.
Botões, écrans e papéis. Discursos e campainhas.
Campanhas de automóveis de fumo no bebedouro dessa aldeia
pintada de baton que embeleza a saúde.
Raízes destroçadas, canos entupidos, electricidade inconstante.
Vidros partidos, sabor a aperitivos, sacos de espuma elástica,
pastilhas, olivais abatidos, tesouras de coito interrompido,
ceroulas penduradas nas janelas, telhados de vidro - estaladiço.
Bicas de almoço e cigarros de incenso:
a química das coisas é o cerne do conhecimento.
Lâmpadas claras noite dentro iluminam caras
debruçadas sobre mesas, num convento.
Semáforos cinzentos, dias mundiais do envelhecimento,
muralhas semiderrubadas pelo vento.
Linhas de alta velocidade com o rápido destino
da capital, terramoto dos acontecimentos.

Somos nós que nos amamos; Somos egoístas...

Alexandre Reis (x)

5 comentários:

impulsos disse...

Bem!
Quanta intensidade num só poema!!!
Está realmente fortíssimo e espelha um olhar sobre o que resta de um povo.
Gostei imenso.

Beijo

soraya disse...

Sim somos egoístas, não por amarmos a nós mesmos, mas somos egoístas, porque na maioria das vezes, achamos os nossos problemas maiores do que de outras pessoas.
Quanto a nos amar, isso tem que acontecer, em primeiro lugar eu me amo, só assim vou conseguir amar ao próximo!
Um texto pra refletir, parabéns!
Beijos!

Palavras ao vento disse...

Cada frase tem um conteúdo enriquecedor...

Voltarei para reler... com mais calma!

Um bom fim de semana.

Beijos da

Maria

Nilson Barcelli disse...

O teu texto é que me hipnotizou e agora nem sei o que diga...
Li-o 3 vezes e acho-o muito bem escrito. Mas confesso que a ideia-chave me escapa, ainda que tenhas escrito no final que "Somos nós que nos amamamos; Somos egoístas...".
Bfs, abraço.

serenidade disse...

Verdade Alexandre,
somos egoístas, deveriamos pensar mais na humanidade, começando por nós mesmos, melhorando dia apos dia cada acção nossa.

Serenos sorrisos